saudade, verbo intransitivo

de tempos em tempos me dá uma saudade irracional de você. e tenho vontade de ir até Minas só pra te ver. mas aí ponho meus pés no chão e lembro que tenho a faculdade e estou sem trabalhar e por isso não tenho grana nem para comprar a passagem de ida.  a vida segue, eu sei. mas que saudade das nossas tardes/noites juntas sentadas no bar conversando sobre tudo-o-que-der-na-cabeça.  o que foi bonito fica com toda a força. mesmo com você longe. certos momentos o tempo não apaga. e a gente sempre lembra. e eu lembro sempre de você, sis. e dá saudade. uma saudade bonita, daquelas que faz um sorriso escapar. daquelas que faz a gente sentir a pessoa por perto, mesmo que ela esteja longe.

sinto sua falta, sis ♥

[e tô com o peito cheio de alegria porque hoje vou te ver!]

saudade, verbo intransitivo

BFF ♥

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“a conjunção entre Vênus e Júpiter é um dos melhores aspectos que pode haver para um mapa conjunto. independente da finalidade do relacionamento, este posicionamento contribuirá para que ela seja atingida. ambas acharão que o relacionamento as fortalece, tornando a vida mais fácil de suportar. com as duas se sentindo mais felizes e otimistas, as coisas deverão correr melhor para vocês. vocês se amam pelo que cada uma é. estão dispostas a deixar a outra à vontade para ser o que quiser e não deixam que o excesso de expectativas atrapalhe a relação. vocês se uniram para formar uma dupla e crescer juntas. significa que vocês se darão muito apoio em qualquer tipo de adversidade e que também saberão compartilhar com a outra as vitórias de cada uma. sua percepção e compreensão de si mesmas e do mundo aumentarão bastante”

por que eu só fui descobrir hoje que temos Vênus em Leão e Mercúrio em Virgem?

“quando duas pessoas de Vênus em Leão se encontram, a coisa pega fogo, sobretudo porque ambos sabem como curtir a vida. para a pessoa de Vênus em Leão a vida é prazer, e só faz sentido quando é vivida intensamente. tanto Luanna quanto Graziela possuem o planeta Mercúrio no mesmo signo: Virgem. esta similitude sugere um funcionamento mental muito parecido, o que favorece as trocas intelectuais, as conversas…”

SIS ♥

BFF ♥

Poema sujo

Não imaginaria o Ferreira Gullar escrevendo esses versos:

e os carinhos mais doces mais sacanas
mais sentidos
para explodir como uma galáxia
de leite
no centro de tuas coxas no fundo
de tua noite ávida
cheiros de umbigo e de vagina
graves cheiros indecifráveis
como símbolos
do corpo
do teu corpo do meu corpo

Mas sim, eles escreveu, no exílio. Fazem parte da sua publicação mais ousada, intitulada “Poema Sujo”. Um daqueles livros que você fica se perguntando: como eu não conhecia isso antes? Aqui você encontra o próprio Gullar recitando os versos, em um vídeo do Instituto Moreira Salles.

***

Lindo acordar com a mensagem dele dizendo que ontem teve show do Los Hermanos.

***

Tanta coisa bonita pra gente viver e aprender… Fico pasma com todas as coisas que ainda não sei. Quero ler mais livros, escutar mais músicas, assistir mais filmes, sentar mais no chão, correr mais pela areia, nadar mais no mar, tomar mais banhos de cachoeira, subir em mais árvores, pisar mais na grama, sentir mais cheiro de terra, olhar mais pra o céu, seguir mais meu coração. Pode soar bobo, mas pra mim é importante. Ter mais você ao meu lado.

***

Saudade da minha sis. Boa viagem e merda no vestibular, amorinha! Falando nela, há um tempo atrás, ela me mandou uns fragmentos de um texto que gostei bastante, mas não sabia de quem era. Hoje descobri que é do Arnaldo Jabor.

Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?

O legal é alguém que está com você, só por você. E vice-versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração… Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo. E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse… A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear.
E nem todo sexo bom é para descartar… ou se apaixonar… ou se culpar…

Enfim…quem disse que ser adulto é fácil????

Poema sujo

Let me say you something

Minha sis diz:

“Você é uma graça. HAHAHA. Curte qualquer tipo de filhote fofinho e dependente”, depois de eu falar que minha casa estava cheia de crianças e elas estavam interagindo com os meus bichos.

“Olha, se você me aguentar para sempre, vai ser madrinha da minha filha, madrinha tipo mãe, sabe?”, depois de eu confirmar que sou uma graça mesmo.

“Say you’ll be there, I’m giving you everything all that joy, can bring this I swear. And all that I want from you is a promise you will be there, say you will be there  <3”, depois de encontrá-la no bar.

***

Woltz diz:

“Assim que você ficar boa, a gente luta, que tal?”, depois de eu contar que começarei a fazer kick boxing.

***

Gus diz:

“Faça isso por si mesmo, não faz diferença pra mim o que você deixa pra trás, o que você escolhe ser e qualquer coisa que disserem. Sua alma é inquebrável e não há ninguém como você no universo”, depois que volto do almoço.

***

Tiozinho que aparece do nada quando eu desço para fumar diz:

“Ela fazia muitos planos, eu só queria estar ali, sempre ao lado dela, eu não tinha aonde ir, mas, egoísta que eu sou, me esqueci de ajudar, a ela como ela me ajudou e não quis me separar. ela também estava perdida e por isso se agarrava a mim também”.

***

Trânsito astral: o período está associado a um sentimento de amizade que beneficia largamente sua vida amorosa, Graziela. Amigos poderão beneficiar sua vida afetiva, ou te apresentar a alguém especial, ou você poderá também se divertir com os amigos do ser amado. É também um momento ótimo para perceber que o ser amado também é seu amigo, e que deveria ser, antes de tudo, seumelhor amigo. De algum modo meio mágico, você se perceberá mais sensível em relação às necessidades alheias, e se ocupará de tentar preencher tais desejos, pois o trânsito do Sol pela Casa 7 lhe permite uma compreensão maior dos anseios dos outros. A Lua se encontra em harmonia ao Sol, e você estará se comunicando melhor com as pessoas a quem você ama: excelente momento para ter conversas esclarecedoras e chegar a pontos consensuais com pessoas que lhe interessem. A Lua na Casa 11 beneficia largamente planos futuros em comum com o ser amado.

Let me say you something

Histórias, nossas histórias, dias de luta, dias de glória

Conheci o Rafa Shimada no 1 º colegial. Ele era novo no colégio. Confesso que não fui muito com a cara dele no começo. E falei isso na frente dele. Meses depois, éramos melhores amigos, junto com o Gabriel e a Camila. Éramos os fodásticos – apelidamos nosso “grupinho” assim.  O colégio acabou, nos distanciamos um pouco, mas… continuamos os fodásticos. E hoje, ao acordar, recebo esse sms dele:

A vida é muito curta para acordar com arrependimentos.
Ame as pessoas que te tratam bem.
Acredite que tudo acontece por uma razão.
Se tiver uma segunda chance, agarre-a com as duas mãos.
Se isso mudar sua vida, deixe acontecer.
Perdoe rápido.
Deus nunca disse que a vida seria fácil.
Ele simplesmente prometeu que valeria a pena.

Te amo, Rafiuskis. Aliás, sou a única até hoje a te chamar assim, né? Achei esses dias algumas das cartas que você escreveu para mim. Você disse, há algumas semanas atrás, que sentia falta das minhas cartas. Isso aqui não é necessariamente uma carta, mas pode considerar uma demonstração pública do meu amor por você, tá? Lembro de você me zoando por gostar de Dead Fish, sempre chamando eles de “peixe morto”… Eu te ensinando – ou pelo menos tentando! –  história, geografia e português. A gente tentando conversar em inglês… As risadas, as besteiras, os papos sérios… Guardo comigo todos esses momentos. Você fez e faz parte da minha história, Rafiuskis. Ah, assim que eu conseguir te dou um golden retriever, ok?!

***

Difícil não citar a minha sis… Ainda mais quando ela me manda uma imagem assim:

***

O primeiro show que fui em minha vida foi um do Charlie Brown Jr., na Via Funchal. Eu tinha 12 anos e sabia todas as letras dos álbuns deles de cor e salteado. Quando senti a energia que saía do palco e chegava ao público e vice-versa, entrei em êxtase. Comecei a ser fã da banda lá pelos 11 ou 10 anos, eu acho. Tenho fotos segurando (?!) os álbuns deles. Aí anos mais tarde o Champignon saiu da banda e não ouvi mais o trabalho dos caras com tanto entusiasmo como fazia antes. Mas porra, a banda marcou boa parte da minha pré-adolescência e adolescência propriamente dita. Então, sim, ainda gosto de CBJr. Não tanto das músicas novas, aliás, nem sei quais são as músicas novas. Porém, as antigas ainda têm espaço na minha vida. Hoje ouvi Lugar ao sol e percebi que ela ainda me arrepia. Quem não quer ser livre para poder sorrir?! Essa letra sempre disse muito e sempre vai dizer muito para mim…

Que bom viver, como é bom sonhar
E o que ficou pra trás passou e eu não me importei
Foi até melhor, tive que pensar em algo novo que fizesse sentido

Ainda vejo o mundo com os olhos de criança
Que só quer brincar e não tanta “responsa”
Mas a vida cobra sério e realmente não dá pra fugir

Livre pra poder sorrir, sim
Livre pra poder buscar o meu lugar ao sol

Eu sei se eu tiver fé eu volto até a sonhar

O amor é assim, é a paz de Deus em sua casa
O amor é assim, é a paz de Deus que nunca acaba

Nossas vidas, nossos sonhos têm o mesmo valor

Eu vou com você pra onde você for

Eu descobri que é azul a cor da parede da casa de Deus
E não há mais ninguém como você e eu

***

Histórias, nossas histórias, dias de luta, dias de glória