nega maluca

todos esses dias que passei doente, ela ficou ao meu lado. fazendo carinho, fazendo gracinha, me dando leves mordidinhas… mordiscar a pontinha da minha orelha e me fazer rir. deitar no meu pescoço e encostar o nariz ao meu, pra sentir minha respiração. ela tem o ronronar mais gostoso do mundo. amo você, minha pequena.

Anúncios
nega maluca

Quarta-feira

Te olhar nos olhos, sentir seus lábios e seu toque, ter seu corpo encaixado com o meu, dormir ouvindo a sua respiração, acordar no meio da noite te desejando, te acordar com um beijo, te deixar dormir mais um pouco enquanto levanto e tomo banho, achar graça do seu jeito manhoso-preguiçoso-lindo quando não quer levantar da cama.

Sei que muitas vezes você não se sente bem ali naquele espaço. Mas esses – pequenos grandes – momentos, me levam para além de um espaço físico-temporal. São gestos, toques, sentimentos, sensações… O tempo para, o mundo para. Somos só nós dois ali, em um.

PS.: Você fazendo “shhhiu” para Lady  parar de miar na porta do quarto ♥

Quarta-feira

Lady

Tudo começou com um sonho no final de semana. Sim, um sonho. Uma gatinha preta surgia para mim e eu a levava para casa. Acordei com a sensação de que eu realmente iria encontrar a gatinha. Então no meio da semana, quando estou voltando da faculdade, ouço um miado. Olho para o lado e… vejo a gatinha dos meus sonhos!

Gatos de rua, ainda mais quando são filhotes, são ariscos e fogem quando alguém se aproxima. Ela não fugiu quando me aproximei dela. Fui conferir se realmente era uma fêmea. Era. Não pensei duas vezes: peguei ela no colo e a levei para casa. Fui rindo com os comentários que ouvia, do tipo “uma gata carregando outra gata” e coisas do tipo.

Chegando em casa, a primeira coisa que fiz foi alimentá-la. Leite, ração e água. Ela devorou tudo. Me agradeceu ronronando. Aliás, ela parece um motorzinho. É só encostar a mão nela que já se ouve prrr. Quando comecei a pensar em nomes, ela estava no chão, brincando com o meu fone de ouvido. Assim que pensei em “Lady”, ela se virou e olhou para mim. Pronto, o nome já estava definido. Lady. Assim como a loba gigante da Sansa no Game of Thrones.

Pêlos pretos, semi-longos, rabo bem peludo e olhos verdes. Estou completamente apaixonada por ela, tipo mãe coruja mesmo. Impossível resistir aos encantos dessa gatinha. Ela mal de deixa andar, de tanto que fica roçando em minhas pernas. Me segue para todo lugar e fica tentando me escalar. Dorme na minha cama, esquentando as minhas costas. Gosta de ficar pisando no teclado do computador e deitar bem em frente à tela. Adora lamber e dar umas mordiscadinhas em mim.

Chegar em casa e ter aquela bola preta de pêlo ronronando e subindo em mim é uma delícia. Meu antidepressivo natural. A gata dos meus sonhos é real.

Lady